A quantidade de festas e romarias de cariz religioso, por todo o território português, é imensa. A dificuldade está em seleccionar algumas das mais tradicionais ou representativas celebrações religiosas de Portugal. Vamos tentar fazê-lo neste artigo.alfama-2165717_960_720

Fátima

Fátima é, sem dúvida, o maior santuário português, congregando a devoção de milhões de pessoas, em Portugal e por todo o mundo católico. Muitos peregrinos chegam a pé, nomeadamente para as celebrações do dia 13, de Maio a Outubro. Na noite que antecede o dia 13, a procissão das velas é um notável momento de fervor religioso, vivido em simultâneo por dezenas de milhar de pessoas.

Braga e a Semana Santa

A arquidiocese de Braga apresenta um riquíssimo espólio arquitectónico e cultural de inspiração religiosa. Qualquer altura do ano é boa para visitar o Bom Jesus do Monte, a Senhora do Sameiro e o centro histórico bracarense, mas é na Semana Santa, ponto alto das celebrações quaresmais, que a cidade fica engalanada para receber os visitantes.

Senhora da Agonia, Viana do Castelo

A romaria da senhora da Agonia, ocorrendo em Agosto, é uma das mais concorridas do Norte de Portugal e um verdadeiro símbolo da cidade de Viana do Castelo. Além da feira, dos espectáculos musicais e das cerimónias religiosas, o cortejo etnográfico é uma ocasião para as minhotas mostrarem os seus trajes tradicionais, ricamente decorados com o trabalho da ourivesaria tradicional da região.

Santo Cristo dos Milagres

Em Maio, os romeiros da ilha açoriana de S. Miguel mostram que a sua devoção não perde para nenhuma outra. Além dos percursos ao longo da ilha, as festas do Santo Cristo dos Milagres contam-se entre as maiores e mais animadas do país.

Procissão fluvial do Tejo

Ao longo do estuário do Tejo, os descendentes dos pescadores do Montijo reactivaram a tradicional procissão fluvial. Já ninguém vive profissionalmente da pesca no rio, mas os barcos adornados e de cores vivas emprestam um grande colorido ao estuário, reforçando a ligação das pessoas com o Tejo.